sexta-feira, 20 de junho de 2008

Não me peças...


Não me peças que te dê o nada
Se o nada não te quero dar
Não me peças que te assassine
Se tenho só a arma do lutar
Não me peças que me amordace
Se é meu coração que está açaimado
Não me peças nada de nada
Porque eu nada te posso dar
Pede-me distância
Distância dar-te-ei.
Pede-me silêncio
Calada chorarei.
Pede-me poesia
Poesia dar-te-ei
Pede-me o coração
Porque ele eu já te dei

Mas lembra-te, por favor
Que nem tudo devemos pedir
em nome do amor.

2 comentários:

Vera disse...

Não se deve usar um sentimento tão nobre como o Amor para se pedir demais...

Gostei muito Liliana :)

Beijinhos

Vera

mundo azul disse...

...dar-se, sim! Anular-se, nunca...
Belo recado nos seus versos!
Beijos de luz...