sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Um sonho sonhado por ti


Espero-te nas asas de um condor
Ansiosamente anseio o teu abraço
Á distancia de um olhar
Encurta-se o tempo dimensional
Sinto a primavera que desflora
Pedes-me o meu refúgio, por fim
O leito do meu sonho inatingível

Dou-to envolvido em suave maresia
Em cânticos esvoaçantes de gaivotas

Os olhares cruzam-se numa dança
Flamejante de castrados quereres
O tempo morre no tempo sem tempo
Sorrisos trémulos em esgares ternos
Testemunham o pedido em mim

Encerro as pálpebras trémulas
O beijo torna-se sôfrego
Saciando o ser pulsátil
Salpicos de doces maresias
Brotam nos lábios ardentes
Sensações descontroladas
Abrasam a suave brisa primaveril
Os corpos provam-se sedentos
De sentirem-se simplesmente gente
Numa existencial carnal
Por um efémero momento.

E tu afastas-te tristemente
Dos corpos unidos na paixão
Num sonho sonhado por ti

6 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Belissimo sonho este.
Lindo poema.
Parabéns

Alvaro Oliveira

Sonia Schmorantz disse...

A palavra mágica
dorme na sombra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.
Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarda o encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.
Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
minha palavra.

Carlos Drummond

Lindo domingo!
abraços

Haere Mai disse...

Um sonho de sonho amiga! Sublime!

Sei da tua falta de tempo, mas não posso deixar de te atribuir dois premios .
Vai recebe-los amiga!

Beijo azul...Sempre!

Mª Dolores Marques disse...

SE pudesse entregava-teum sono da cor do luar, mas preciso dele para mim

Linda apeteceu-me brincar


Bjs

Mª Dolores Marques disse...

Ola Liliana

Agora é aminha vez

Vem ao meu blog, tenho um desafio para ti

Bjs

CelyLua - O blog das Letras disse...

Poema Encantador, versos brilhantes!
Teu blog é belíssimo, parabéns!
Deus te abençoe.
Beijo de poesias, rssss.
Com carinho,
CelyLua, Amiga e fã das tuas palavras...

Muito obrigada!