sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Tu vieste cobrir-me de palavras nuas

Tu vieste cobrir-me de palavras nuas
trajei-me de luar, apaguei as estrelas
deliciei-me no teu corpo…sôfrega
provando o desejo, descaradamente nua
e em orgasmos vítreos, fiz-me tua

Tu vieste cobrir-me de palavras nuas
estremeci no areal em seiva pura
e aspergi a noite de sublime loucura

Tu vieste cobrir-me de palavras nuas
o desejo morreu asfixiado de beijos
e em delírios palatais gemi solfejos

Ah! Tu vieste cobrir-me de palavras nuas
e o meu olhar projectou a cor tingida da lua

Escrito a 20/10/12

1 comentário:

Juvenal disse...


A roupagem do amor é a própria vida.

Juvenal Nunes